18.10.11

Dez mandamentos de um maratonista de primeira viagem

por  Cassio Polit
http://dialetica.org/corrida/

Receio que seja muita petulância afirmar que maratonistas entendem muito de maratona, mas que de primeira maratona entende bem quem fez apenas uma. No meu caso, foi a Maratona de Chicago, no dia 10/10/10.
Do alto de minha inexperiência como maratonista, me arrisco a escrever 10 mandamentos para quem ainda vai se aventurar nos 42,2 km.


1. Sonhe intensamente com a prova.
Visualize a chegada. Quando criança, você  desejou muito que o Natal chegasse logo para finalmente colocar as mãos no tão sonhado presente. Resgate toda a sabedoria que se perde na infância e sonhe muito com a linha de chegada. Visualize aquele momento, experimente a emoção imaginária. Não há combustível melhor.

2. Treine mais do que precisaria.
Você acha que cinco meses são suficientes? Então, prepare-se durante sete, oito, nove meses (que foi o meu caso). O corpo não precisa de tanto, eu sei. Mas a cabeça precisa para ganhar autoconfiança.

3. Exercite a garra a cada treino.
Não adianta criar um espírito guerreiro somente no dia da prova. Desafie-se nos treinos, estipulando pequenas metas.

4. Use provas intermediárias para testar sua estratégia.
Aproveite meias maratonas e outras distâncias para se conhecer melhor. Erre nessas ocasiões.

5. Encare a prova como um importante desafio.
Atribua àquele momento a importância de conquistar uma medalha de ouro. Maratona não é diversão. É desafio!

6. Defina a sua meta pouco mais de um mês antes da prova.
É ali, depois do último longão de mais de 30 km, que você terá exata noção do tempo que consegue fazer na maratona sem se colocar em risco de quebrar.

7. Aprenda a gostar do que você não gosta.
Você detesta musculação? Então, aprenda a gostar. Desafie-se a cada treino. E ignore as pessoas que dizem que aquilo é um porre. O mesmo vale para quem abomina treinos de tiro, longões etc.

8. No último quilômetro de cada treino, reflita.
É a melhor ocasião para pensar e até tomar decisões. Use esse momento para, por exemplo, conversar com Deus. Quem tiver outra crença (ou nenhuma) use então esse último quilometro para pensar nas coisas que estão em andamento na vida pessoal ou profissional. E veja o resultado que isso gera.

9. Use a corrida na sua vida pessoal e profissional.
Associe sua meta de completar a primeira maratona a metas pessoais e profissionais. Deixe as conquistas na corrida contagiarem as conquistas fora dela.

10. Vibre muito ao completar 42,2 km.
Vibre na linha de chegada. Mas vibre muito mesmo! Não desperdice a chance de comemorar. Um minuto depois de terminar a prova, talvez o timing da emoção da conquista tenha passado. Grite, chore, abrace… Enfim, faça o que der vontade. Afinal, você dedicou meses da sua vida por aquele momento. Torne-o especial.

Depois do 10º mandamento, siga um conselho: coma hambúrguer, chocolate, sorvete, cerveja, churrasco. Na semana pós-prova, está liberado. Porque depois começa tudo de novo. Ainda bem.